Arqueólogos britânicos encontraram ‘grafite’ de 1.700 anos na Inglaterra com insulto para soldado romano

Arqueólogos britânicos encontraram um grafite de 1.700 anos que pertenceu à Muralha de Adriano, construída pelo Império Romano, durante uma escavação

Arqueólogos britânicos encontraram um “grafite” de 1.700 anos que pertenceu à Muralha de Adriano, construída pelo Império Romano, durante uma escavação. A imagem de uma genitália masculina cravada na pedra acompanha uma ofensa, em latim, a um soldado de nome Secundino.

— Seu autor claramente tinha um grande problema com Secundino e estava confiante o suficiente para anunciar seus pensamentos publicamente em uma pedra — disse Andrew Birley, diretor da escavação.

PUBLICIDADE

O grafite milenar estava na zona rural de Northumberland, por onde passa hoje a Muralha de Adriano.

A peça arqueológica foi encontrada pelo bioquímico aposentado Dylan Herbert, que trabalhava como voluntário na escavação.

— De trás parecia como todas as outras, uma pedra muito comum, mas quando a virei, fiquei surpreso ao ver algumas letras claras Só depois que removemos a lama percebi toda a extensão do que havia descoberto, e fiquei absolutamente encantado. — Herbert ao jornal britânico The Daily Mail.

Related posts

Leave a Comment